‘Horrível aquilo no Sudão, não é?’

Darfur

Recebo uma correspondencia de um amigo (brasileiro) recém-chegado ao Sudão a trabalho.  Assim ele descreve suas primeiras impressões : “A pobreza domina a paisagem, as emoções, o olfato. Juba comemora a segunda estrada asfaltada; a poeira fina e o pó ocre se entrenham nas roupas, nos carros, nos rostos e nos computadores. O almoço é comido por todos com as mãos, lavadas com a água poluída do Rio Nilo Branco. Os celulares de uma operadora não ligam para o de outra; muitos aqui possuem mais de um aparelho, apesar dos poucos recursos.  As moscas estão presentes em todos os lugares durante o dia, cedendo o espaço aéreo aos mosquitos com o cair do sol.”

Para quem não sabe, de 2003 para cá a etnia que domina o governo sudanês matou por volta de 200.000 pessoas de um outro grupo.  É uma as maiores tragédias da atualidade. A China, que detém a presidência de turno do Conselho de Segurança na ONU, pressionou o secretário-geral da ONU em sua tentativa de enviar a missão que recebeu a sigla Unamid.

[Nota:mais de 60% do petróleo sudanês é comprado pela China, a grande responsável pela aprovação da Unamid, uma missão híbrida (militar e civil), a contar com o empenho de 26 mil homens.
A questão do petróleo falou mais alto, em uma China em que a pena de morte aplicada pela Justiça está banalizada e são permanentes as violações aos direitos humanos.]

Pedro Doria, em seu blog, cutucou: No entanto, já faz cinco anos, o que se passa é uma certa reação blasé. ‘Horrível aquilo no Sudão, não é?’ E daí para outro assunto…Por que a esquerda não se esgoela e põe o Sudão no topo de sua lista de prioridades? Cruze os blogs ou revistas de esquerda no mundo e os assuntos são vários, as vítimas do imperialismo muitas, mas para as três milhões de vítimas do governo sudanês não sobra muita compaixão…

Fora os genocídios, as organizações humanitárias internacionais estimam em 2,5 milhões a quantidade de foragidos dos janjawid.  Milhares de crianças sudanesas, foragidas e feridas, refugiaram-se na fronteira com o vizinho Chade, onde recebem alimentos e remédios.

Helena Beatriz Pacitti

Explore posts in the same categories: Prestando atenção

3 Comentários em “‘Horrível aquilo no Sudão, não é?’”

  1. Tânia Says:

    “É triste ver, tantos inocentes ,sem esperança,por causa da ganãncia de poucos.” Eles necessitam não só de dignidade,de emprego , de educação, de moradia
    e não só de pão material,também precisam do Pão da Vida, a esperança que é Jesus Cristo. Estamos lá, através das nossas orações. Se pudéssemos fazer mais… o auxílio é rejeitado, impedido, bloqueado…pena que estas tragédias são ocasionadas pelo pecado de líderes q. só buscam seus interesses. ” Amar a Deus é a chave para amar aos outros.”

    • Roberto Louzada Dias Says:

      É verdade Tânia. Séculos e séculos de idolatria e feitiçaria no Sudão reflete-se em violência e morte de milhões. No Brasil a idolatria e a feitiçaria são vistos como questões culturais apenas, mas quem conhece as Escrituras percebe que a desobediência a Deus, por mais que se queira afluir com ajuda financeira, alimentar e educacional, os impede de se amarem uns aos outros e também a Deus. Que a graça de nosso Senhoe e Salvador Jesus Cristo esteja com cada morador do Sudão.

  2. wagner Says:

    sem palavras(meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes. sl21-2)


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: