Certa eternidade

Botas

“eu quero a esperança de óculos

e um filho de cuca legal…”

(Casa no Campo – Tavito e Zé Rodrix)

O amor entre pai e filho é tecido por esses instantes de encontros. Nas horas da infância, ou nas despedidas da velhice, há certa eternidade na troca de um presente ou de um ensinamento. Pode ter sido um livro, um pião. Uma prece, um abraço. Não importa quanto custe. Há pais que podem dar um zoológico inteiro para o filho. E há outros que, igualmente, oferecem o mar.

Ana Mary C. Cavalcante

 

Explore posts in the same categories: Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: