Tenho que me aventurar

 

Foto: Cínthia Casagrande

 

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que aceitar a dor
Tenho que comer o pão
Que o diabo amassou
Tenho que virar um cão
Tenho que lamber o chão
Dos palácios, dos castelos
Suntuosos do meu sonho
Tenho que me ver tristonho
Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que me aventurar
Tenho que subir aos céus
Sem cordas pra segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar

Gilberto Gil

Explore posts in the same categories: Uncategorized

2 Comentários em “Tenho que me aventurar”

  1. denise Says:

    Helena,

    É linda!
    Tenho comigo.
    Gilberto Gil foi de uma eloquência aqui absurda e por demais “gente”. Humano.
    Como é poderoso isso:

    :::A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende- Arthur Schopenhauer:::

    Que bom que os poetas existem para embalar nossa alma, quando ela pede colo e mais colo!! E como consegue nos (e)levar a Deus, na mais pura simplicidade, quando talvez uma bem articulada (e ritualizada) pregação não alcance esse bem. Talvez, porque a alma em sofrimento pede singeleza. Tão somente!

    Depois que estive aqui, fiquei pensando nisso: “Se eu quiser falar com Deus”. O que preciso fazer?

    “Tenho que me despojar”, de tudo. A começar de mim mesma e da bagagem boa que penso existir em mim. Assim vejo.

    Lembrei-me de algo que escrevi há meses atrás em resposta ao carinho de uma poetisa ao falar que meu jeitinho especial tinha lhe brindado o dia.
    Escrevi assim:
    “Meu coração, no calor do seu afago, agradece gentis e amorosas palavras, também.
    O jeitinho especial é fruto do Amor (em si), que não reconhecendo fronteiras, cumpre seu chamado de ser Amor em todas as estações e direções.”

    (O que nem sempre é fácil fazer! Em palavras tudo é bem mais simples)

    Concluindo, se eu quiser falar com Deus, também, preciso ser mais verdadeira com o que digo, realizar, e ainda que seja difícil, não olhar para trás.
    Uma canção diz assim “se a gente falasse menos talvez compreendesse mais …)

    Tenho orado por ti, sua amada Michele e família.
    Fica com o Senhor!

    ♥♥

  2. Michelle Says:

    maravilhoso esse texto!
    mas acho que pra falar com Deus, basta pensar que esta falando com ele (:
    seja onde for, seja como for.

    bjocas!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: