Nada foi deixado à sorte

 

.

‘…Por que não seria longa a vida para aqueles que a conduziram à distância de qualquer ocupação?

Nada dela foi delegado a outrem, nada foi dispersado, nada foi deixado à sorte, nada desperdiçado com negligência, nada esbanjado pela liberalidade, nada foi supérfluo: a vida foi, pode-se dizer, proveitosa.

Por mais curta que seja, é mais que suficiente, de maneira que, ao chegar o último dia, o homem sábio não hesitará em ir para a morte com tranquilidade.’

Sêneca (4 a.C – 65 d.C)

Explore posts in the same categories: Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: