Mestres

 

'Quis chegar até o limite
De uma paixão
Baldear o oceano
Com a minha mão
Encontrar o sal da vida
E a solidão
Esgotar o apetite
Todo o apetite do coração...'
Djavan e Chico Buarque

Tive um professor de Cardiologia que comparava os diferentes ruídos cardíacos aos instrumentos de uma grande orquestra. Mesmo que parecesse tudo confuso à primeira ausculta,ele mostrava aos alunos – muito tranquilamente – como decifrar os timbres das bulhas, sopros, o suave, o rude e o desdobrado, assim como se aprende a identificar o som de um oboé, uma viola ou um trompete.

Seu maior mérito era tornar simples o que parecia complicado. Eu o admirava tremendamente por alcançar a nossa percepção, tirando o medo do fracasso e nos convencendo de que éramos realmente capazes de entender a arte da Cardiologia.

Era um homem incomum, um verdadeiro mestre. Fazia com que as novas idéias já parecessem familiares, e nos encorajava a imitar os sons das bulhas cardíacas sem nenhuma vergonha da onomatopéia.

Grandes mestres  incentivam, não impõem. Fazem vir o melhor de nós, dissipam o medo, ensinam a ousar. Recentemente fiz um pequeno inventário mental e listei algumas lições recebidas ao longo dos anos.Enfatizo que as frases não são meros conselhos embalados em clichês. Elas vêm em bojo e contexto fora da sala de aula. O  bom mestre nem sempre é um professor.Pode ser um amigo, um parente, um colega de trabalho. Grandes mestres sabem alimentar a Esperança.

Alguns de meus mestres e o que sempre diziam:

‘Ler é um prazer, não uma obrigação.’ –  Prof. Lucia Biondo.

‘Aprenda a contemplar. Não se limite a ver com pressa, observe cada pequeno sinal e deixe seu subconsciente apreender milhares de informações sobre uma pessoa ou situação.’ Prof. Dr. Henrique Paraventi.

‘Elogie quem merece, mesmo que discorde totalmente de suas opiniões.’ – Prof. Vevé.

‘Experimente o novo.Avance.Não tenha medo de parecer ridículo quando tentar uma nova tarefa.’ Prof.Rose.

‘Não importa o quanto tudo pareça difícil no momento, no final sempre vai dar certo.’ Vovô Pacitti

‘Não se preocupe em deixar um enorme patrimônio aos seus filhos. A melhor herança é a educação, que governo nenhum confisca,mais os valores morais- que são como os alicerces da vida.’ Ezri.

‘Se quem você ama errar, acertar ou estiver totalmente perdido, simplesmente ame.’  Flavio.

‘Viva com gosto. Não dá pra viver sem paixão.’  Otto.

Vale a pena lembrar do que nos motiva. Todos possuem um acervo assim.Não é saudosismo barato nem o cultivo do passado.  Ate o profeta* ja dizia:  “Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.”

HBP, 19/03/2010

* Profeta Jeremias, em suas Lamentações.

Explore posts in the same categories: Lendo

2 Comentários em “Mestres”

  1. Claudia Daré Says:

    Grande! Parabéns!

  2. silvia Says:

    Parabéns Helena! Sua escrita tem uma coerência incrível! Li , agora, “Os Mestres” e tenho uma frase fantástica sobre LER. ” Ler não suporta imperativos, assim como o verbo Amar”.(André Pennac- Como um romance).Ki os 2 em seguida tbm. Abraços


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: