Ninguém chora, não há tristeza, ninguém sente dissabor …

 

Alvorada lá no morro, que beleza
Ninguém chora, não há tristeza
Ninguém sente dissabor
O sol colorindo é tão lindo, é tão lindo
E a natureza sorrindo, tingindo, tingindo
(a alvorada)
Você também me lembra a alvorada
Quando chega iluminando
Meus caminhos tão sem vida
E o que me resta é bem pouco
Ou quase nada, do que ir assim, vagando
Nesta estrada perdida.

(Herminio Carvalho/ Cartola/ Carlos Castro)

Explore posts in the same categories: Uncategorized

3 Comentários em “Ninguém chora, não há tristeza, ninguém sente dissabor …”

  1. denise Says:

    Helena,
    Encantadora imagem e a canção puríssima poesia!

    “Você também me lembra a alvorada
    Quando chega iluminando
    Meus caminhos tão sem vida”

    extraordinário!

    (Quem faz isso na vida da gente, Helena? A meu ver, apenas o amor.
    Não, todavia, o amor que se escolhe; mas o que nos escolhe. O que nos toma de assalto. Pura rendição.)

    E pensar que Cartola viveu toda uma vida até, aos 66 anos, gravar seu primeiro disco! E hoje ser ovacionado pela nata da música brasileira, com muito mérito.
    Gosto muito de ouvir suas canções na voz de Marisa Monte, uma de minhas preferidas.
    um beijo
    denise

  2. denise Says:

    Grata Helena querida pela atenção.
    bjs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: