“A gente durmimo” no quentinho

Uma familia extremamente necessitada recebeu um presente anônimo às vésperas do inverno. Quem intermediou a ação foi uma enfermeira que conhecia as redondezas.

O volume foi entregue logo pela manhã, antes que a mãe saísse de casa e deixasse, como sempre, as três crianças pequenas trancadas no minúsculo cômodo em que viviam. Talvez não fosse a melhor opção, mas quem mora em uma área carente da Baixada Fluminense não pode se dar ao luxo de deixar os filhos soltos pelas ruas.  Melhor tranca-los.

Em meio à surpresa matinal, os embrulhos foram abertos rapidamente. Havia pacotes coloridos com cobertores novos, brinquedos, pares de meias, chocolates. Chocolate era um luxo. A cada fita desenrolada, gritos de contentamento. A alegria se estendeu até a noite.

No dia seguinte, saindo de casa, a enfermeira bateu à portinha do barraco e olhou pela janelinha o rosto das crianças.  O caçulinha, ainda deitado ao lado dos irmãos, já estava acordado. Seus olhos de jabuticaba brilhavam enquanto passava as mãos vagarosamente pelo cobertor novo.

Ele levantou, chegou perto da janela e estendeu as mãos para a moça. Claro, ela não ia tirá-lo de lá,  mas soprou um beijinho e perguntou do que ele mais tinha gostado: dos brinquedos ou dos chocolates?

Ele olhou com ternura para os irmãos adormecidos na única cama, dobrou os bracinhos e respondeu baixinho:

– O que eu mais gostei é que essa noite ” a gente durmimo” no quentinho.

Quem ensinou esse garotinho que “a gente” é mais importante do que “eu”? Quem colocou tanto amor no seu coração, que enfim sentiu mais satisfação por terem dormido “no quentinho“, felizes, mesmo tendo outros presentes?

                                                                                          HBP, 19/06/2010

Explore posts in the same categories: Lendo

7 Comentários em ““A gente durmimo” no quentinho”

  1. Mario Says:

    Muitas vezes nos questionamos Deus por tanta desigualdade no mundo! Por que alguns tem mais do que os outros? Porque algumas pessoas sofrem com alguma doenca e outras vivem sadias? Porque perdemos as pessoas que amamos antes do tempo? Sao tantas perguntas e poucas respostas! Mas um dia depois de viver, amar e sofrer, eu acho que comeco a entender o verdadeiro sentido da vida. Muitas pessoas passam a sua vida omissas esperando que a bondade de Deus se manifeste e que as iniquidades da vida diminuam. Elas nao entendem que nos somos os instrumentos de Deus, como Sao Francisco em sua prece disse: ” Senhor fazei-me um instrumento da vossa paz, onde acha odio que eu semei o amor….” Todas as manifestacao do amor de Deus sao feitas por intermedio de pessoas, o medico que receita o medicamento mais adeguado a doenca do paciente, o amigo que quase sempre ausente mas sempre presente quando precisamos dele, a abencoada mae que se dedica e se sacrifica a seus filhos, etc. Todas essas manifestacoes de amor sao maravilhosas, mas ainda mais maravilhoso e’ o amor desinteressado, o amor que nao espera receber algo de volta, e’ fazer o bem a quem nao conhecemos e que sabemos nunca receberemos nenhuma retribuicao material. Deus abencoa essa mulher que sentiu compaixao, que chorou de dor em saber que essas criancas estavam tao carentes e que nao cruzou os seus bracos, ou apenas rezou antes de dormir para que o mundo fosse mais justo. Essa mulher, movida pelo amor, resolveu fazer o bem e deu talvez algo que fosse pouco para ela mas que fez uma diferenca enorme na vida de tres criancas. Que Deus a abencoe e que todos nos possamos aprender com ela. Que todos nos, pessoas de bem, possamos tambem ser o instrumento do amor de Deus.

  2. Suênio Says:

    Oi Helena,
    faz tempo que a gente não se fala. Coloquei seu texto na minha vitrine. Com sua licença, espero. Mas gostei muito.

    bjo
    Suênio

  3. Vanessa Says:

    Olá… Li seu texto no blog “Fora da Zona de Conforto” e fiquei emocionada, já vi que outras pessoas tiveram o mesmo sentimento e vontade de postar seu texto… Sou mais uma leitora que foi tocada pelo seu texto e pede sua licença…

    Deus te abençõe!!
    Abraço

  4. denise Says:

    Lindo, terno e norteador!

    um beijo
    denise

  5. denise Says:

    Helena querida,

    Escrevi outro dia, focando as ‘excessivas’ redes sociais e tentando discorrer o meu parco entendimento sobre esse exagero (considero), que entendo ser a Internet muito mais uma promotora de “Conteúdos” e não tanto (como muito se diz) de aproximação entre Pessoas. Até pelo contrário.
    A gente perde muito mais tempo em frente a um computador do que dando a aportunidade de aproximação real (olho no olho – que nenhum outro acessório virtual tais como msn, e-mail e por ai aforam podem promover. Eles sugerem!)
    Mais isso é um papo para ser melhor discorrido. Precisa de muito mais linhas ( e alma) para ser melhor explanado.
    (apenas escrevi para justificar o que direi abaixo)

    Nesse texto não mencionei (deixei para uma oportunidade, um novo texto talvez) ) que há grandes e exuberantes excessões, do apenas Conteúdos a que me referi.
    Faço aqui e agora (uma palinha) , para dizer que uma dessas ‘grandes e exuberantes excessões’ chama-se “Timilique!”, que dá voz a exuberante, doce, sensível e lúcida Helena Beatriz Pacitti.

    Seu Timilique! é doce e encantador. Muito mais do um “Conteúdo”.
    Timilique! é Pessoa!

    beijo grande.
    denise

  6. Tamara Says:

    Nossa, seu site é encantador!
    Aliás, Você é pura Inspiração!
    Adorei, parabéns por ser assim,
    Não costumo comentar em blogs, Nem divulgo os meus,
    Mas no seu
    Eu Faço questão!
    Grande pessoa, continue assim, pois a Humanidade esta se auto destruindo, são poucos os que ainda possuem esperança e atuam para o Bem.
    Fica com Deus,
    Que ele continue iluminando suas lindas palavras…!
    Beijos,
    Tamara
    =D


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: