O Poder da Oração

Em certa manhãs desrezo:
a vida humana é muito miserável.
Um pequeno desencaixe nos ossinhos
faz minha espinha doer.
Sinto necessidade de bradar a Deus:
“brim coringa não encolhe.”
E eu entendo comprido
o comovente esforço da humanidade
que faz roupa nova para ir na festa,
o prato esmaltado onde ela ama comer,
um prato fundo verde imenso mar cheio de estórias.
A vida humana é muito aventurosa.
“Brim coringa não encolhe?”
Meu coração também não.
Quando em certas manhãs desrezo,
é por esquecimento,
só por desatenção.

(Adelia Prado)

Explore posts in the same categories: Prestando atenção

2 Comentários em “O Poder da Oração”

  1. Aline B. Says:

    Essa imagem é muito comovente…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: