Cor solar

 

Unicidade 4 - foto-arte Fatima Varella, Estudio MACROMICRO, Brasil

Unicidade 4 – foto-arte Fatima Varella, Estudio MACROMICRO, Brasil

.

Troco missivas com uma amiga artista que envia fotos interessantíssimas sobre lâmpadas. O que me faz lembrar um antigo encantamento por lâmpadas incandescentes.

Escrevo a ela sobre minhas memorias de infancia sobre lâmpadas. Por exemplo, todo ano, na época do Natal, meu pai levava a filharada para passear de carro à noite em algumas poucas ruas do comércio de São Paulo que ostentavam longos cordões de lâmpadas coloridas, Ai gente descia do carro para ver os presépios nas calçadas.  Posávamos ao lado de carneirinhos mudos de cerâmica e do bebê-Jesus-estátua na manjedoura, pisando na palha de verdade e sorrindo para o fotógrafo.  Eram noites quentes, de verão.  Caso chovesse  – e sempre chovia –  o brilho das luzes aumentava ainda mais.

Decadas depois, trabalhando como pediatra em hospitais públicos, aprendi que  as lâmpadas incandescentes também traziam vida.  A gente usava os focos de luz para aquecer os ambientes do berçário e alguns bebês abandonados pelas maes, às vezes por semanas ou meses na enfermaria.

Tambem contei isso para a minha amiga, cuja resposta transcrevo a seguir:

“É verdade, há muito o que discursar sobre a luz incandescente de cor solar. Já pensou como ficaram maravilhados os primeiros homens a contactar com a “lâmpada”…penso que até o dia de hoje esta magia permanece, mas como tudo no homem, ele se acostuma e simplesmente esquece.

Meu irmão mais velho nasceu prematuro e cabia em uma caixinha de sapato.  Meu pai conta que quando o trouxe para casa, ele preparou com uma caixa de sapatos mesmo um berço especial, e colocou várias lâmpadas para aquecê-lo, até que ele saísse da caixa.  Meu pai é muito engenhoso e eu o admiro imenso por isto.   Meu irmão é extremamente meigo e inteligente e o mais alto dos 3 irmãos…ele cresceu e tem um filho de 15 anos com 1,82m de altura, meu único sobrinho.

Detalhes escondidos dentro de uma caixa de sapatos, cheio de lâmpadas incandescentes? … mas esta história é totalmente real…”

Se é totalmente real, é preciso dizer mais alguma coisa?

HBP, 02/10/2010

Explore posts in the same categories: Uncategorized

2 Comentários em “Cor solar”


  1. Ficou tudo muito lindo e iluminado por aqui Beatriz e em “Caso chovesse – e sempre chovia – o brilho das luzes aumentava ainda mais.”…neste ponto do texto a chuva também passou pelos meus olhos.muito obrigada,
    luz (incandescente)
    Fatima Varella


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: